Aguarde. Carregando informações.
CESMAC ONLINE

Para acessar a área do aluno, utilize sua matrícula e senha nos campos abaixo e clique em acessar.

Esqueceu a senha? Clique aqui.

NAFRI e Curso de Sistemas de Informação do Cesmac na inclusão digital

Objetivo é promover inclusão digital da população do bairro de Ponta da Terra.

Os coordenadores do Núcleo Acadêmico Afro e Indígena (NAFRI), professor doutor Jorge Vieira, e do curso de Sistemas de Informação do Cesmac professor Arquiris Ferreira, se reuniram com o Pai Célio Rodrigues, chefe do terreiro Casa de Iemanjá, com o objetivo de firmar parceria para promover a inclusão digital da população, especialmente a juventude, localizada no bairro de Ponta da Terra.
Logo após a reunião, o membro da comunidade senhor Amaurício Silva apresentou o projeto ponto de cultura da Casa de Iemanjá, o Telecentro Odo Iyá. O professor Arquiris analisou as condições das máquinas e apontou o que deve ser trabalhado de imediato na sala de informática, principalmente com a recuperação de alguns equipamentos e aquisição de outros.
O docente afirmou: “Inicialmente identificamos que os computadores aparentam estar obsoletos, precisando assim de atualização e manutenção. Além disso, acreditamos que o Sistema Operacional e os aplicativos de escritório instalado neles não é ideal para uma formação inclusiva”, ressaltou.
Já como análise do aproveitamento dos alunos que irão participar da experiência, Arquiris comenta que essa troca de conhecimentos trará novos horizontes culturais, além de fomentar a pesquisa de ferramentas que auxiliem no cotidiano da comunidade ao redor do terreiro, e completa “No futuro, também será possível pensar em desenvolver aplicativos que possam atender necessidades bem específicas. Isso irá contribuir para a disseminação do uso da tecnologia entre eles”.
Os representantes da Casa de Iemanjá, o Pai Célio e Amaurício, expressaram grande alegria com a viabilidade do trabalho em parceria com o Cesmac. O Pai Célio afirmou: “o apoio do NAFRI e do curso Sistema de Informação da Instituição são fundamentais para a inclusão da juventude na sociedade, retirando muitos deles da ociosidade e capacitando para o mundo do trabalho”, declarou.
Todos os envolvidos demonstraram que esperam do trabalho a interação entre o Cesmac, a comunidade religiosa de matriz africana e a população local, especialmente com a adesão dos jovens, que por muitas vezes perambulam pelas redondezas sem perspectiva de ingressarem no mercado de trabalho. Segundo informações do coordenador do Núcleo, Jorge Vieira, o vice-reitor da instituição de ensino, professor doutor Douglas Apratto Tenório, já aprovou o projeto, que deve entrar em execução nas próximas semanas.