Aguarde. Carregando informações.
CESMAC ONLINE

Para acessar a área do aluno, utilize sua matrícula e senha nos campos abaixo e clique em acessar.

Esqueceu a senha? Clique aqui.

Coordenação Geral de Extensão e o Curso de Medicina Veterinária fazem entrega de aves à Comunidades Quilombolas

Comunidades localizadas em Pariconha foram agraciadas

Com o intuito de levar o saber científico para comunidades quilombolas, o Centro Universitário CESMAC, através da Coordenação Geral de Extensão e o Curso de Medicina Veterinária, estiveram  no último dia 4, no alto sertão alagoano, especificamente na zona rural do município de Pariconha, no sítio Burnil  e Malhada Vermelha, onde está localizada a Associação dos Remanescentes Quilombolas Santina América da Conceição.
A aproximação com esses povos faz parte do projeto de extensão que desenvolve alternativas de renda familiar em comunidades indígenas, quilombolas e afrodescendentes e conta com a participação de docentes e discentes do curso de medicina veterinária.
A visita teve por objetivo a entrega de aves popularmente conhecidas como galinhas da angola ou guiné, às comunidades quilombolas do sítio burniu e malhada vermelha. No total, são 83 famílias registradas. O projeto destas aves visa o melhoramento genético do capote, adquirindo melhores caracteres, tais como maior resistência, maior tamanho e mais peso. Este projeto visa alternativas de renda para as comunidades, pois a ideia é que elas possam se multiplicar através da reprodução das matrizes e as gerações futuras destas aves serem comercializadas, gerando uma opção de faturamento para estas famílias.
A equipe da IES composta pela Coordenadora Geral de Extensão, Profa. Dra. Sandra Zímpel, do Coordenador do Núcleo Acadêmico Afro-Indígena, Prof. Dr. Jorge Vieira, do Coordenador do Núcleo de Extensão Comunitária, Prof. Dr. Rodrigo Guimarães, Prof. Me. Marcos Vieira, docente do Curso de Medicina veterinária e responsável pelo projeto dos capotes, foi recepcionada pelo presidente da Associação dos Quilombolas, José Darlan Sinas, que conduziu a visita às comunidades e explicou todos os detalhes do local.