Aguarde. Carregando informações.
CESMAC ONLINE

Para acessar a área do aluno, utilize sua matrícula e senha nos campos abaixo e clique em acessar.

Esqueceu a senha? Clique aqui.

Trabalhos do projeto “Casa, somente Casa” recebem premiação no curso de Arquitetura e Urbanismo

O projeto visa fazer a ambientação dos halls de entrada dos Campi

Nesta semana, feras que estão cursando o primeiro semestre do curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário CESMAC, foram recebidos na Sala Invertida 3 do Complexo de Inovações Pedagógicas, para a apresentação dos trabalhos que ficaram com os 3 primeiros lugares no concurso realizado no final do ano passado, intitulado “Casa, somente Casa”. O projeto visa fazer a ambientação dos halls de entrada dos Campi. Os trabalhos contemplados, ganharam uma viagem a Recife.
O objetivo do concurso foi escolher entre vários trabalhos, aqueles que representassem os dois principais fatores pedidos: sustentabilidade e regionalidade. Os finalistas foram o trabalho “Ser'tão Nordeste”, que trabalhou com a regionalidade, xilografia e cordel do sertão para a ambientação do projeto; Orientado pela professora egressa Selma Bandeira, o segundo trabalho finalista fez pesquisa com vários estudantes para saber o que eles imaginavam para os espaços e teve como conceito para elaboração o sentido de “incorporar-se ao jogo TETRIS”, que possui o conceito de encaixar objetos conforme necessidade e foi intitulado “Vitruvírus”. O terceiro e último finalista foi o trabalho “Nós somos o Sururu” e teve como base em seu conceito o poema Manifesto Sururu de Edson Bezerra.
A professora e coordenadora adjunta do curso, Hannah Melo, destacou a criatividade dos trabalhos e a importância de colocar em prática a teoria ensinada em sala de aula. “Ficamos muito felizes com o resultado e o empenho mostrado por nossos estudantes”. A docente salientou ainda que “a questão ecológica e a sustentabilidade foram pontos destacados e mencionados nos trabalhos, o que irá facilitar na execução dos mesmos, pois iremos reaproveitar materiais ociosos da própria instituição. ”
A previsão é que os três trabalhos sejam executados durante o ano de 2019. O reaproveitamento  é um dos principais objetivos, portanto, os projetos irão reciclar objetos, utensílios e outros materiais para a confecção do mobiliário dos halls. Além dos acadêmicos participantes do projeto, os alunos feras que acabam de entrar no curso de arquitetura e urbanismo, também participarão da execução dos trabalhos.