TEXTO
TEXTO
+ -

Olá, seja bem vindo!

Esqueceu a senha? Clique aqui.

Baixe o nosso app:

Medicina Veterinária e PPGBiotec /Cesmac submetem patente no INPI sobre técnica de vitrificação de células germinativas femininas

Depósito da primeira patente genuinamente veterinária do Cesmac integra projeto de mestrado do PPGBiotec, com apoio do NIT e participação de acadêmicos e docentes da graduação da IES e da Ufal

11/12/2020 às 15h39

O depósito da primeira patente genuinamente veterinária do Centro Universitário Cesmac envolve o processo de Vitrificação de Oócitos Felinos com Hemi-Palhetas, foi enviado para o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). A inovação descreve um processo de criopreservação através da técnica de vitrificação de células germinativas femininas, preferencialmente oócitos felinos imaturos compreendendo a etapa de exposição desse material ao álcool polivinílico, juntamente com outros crioprotetores, de modo que os oócitos após à exposição aos agentes crioprotetores são posteriormente transferidos a hemipalhetas francesas de 0,25 cc.

 

De forma mais clara, a patente descreve um processo simples, rápido, eficiente e de baixo custo de congelação de células reprodutoras de gatas domésticas (através da técnica de vitrificação), utilizando essa espécie como modelo experimental para felídeos em via de extinção. Os protocolos utilizando germoplasma de felídeos selvagens podem ser preliminarmente explorados em gatos domésticos para que depois sejam estendidos às espécies selvagens.

Participaram da equipe executora os seguintes docentes:  Valesca Luz, do curso de Medicina Veterinária, coordenadora do PPGBiotec e orientadora do projeto; Camila Calado, do curso de Farmácia e do PPGBiotec; e Diogo Ribeiro Câmara (Universidade Federal de Alagoas), com apoio na parte de infraestrutura e material no campus da Ufal em Viçosa.
Também participaram os egressos da Ufal, Agnelo Douglas Nascimento Júnior e Márcio Calixto Matias - que atualmente é mestrando. Além da participação da professora do curso de Medicina, Ivonilda Maia, responsável pela estatística da pesquisa.
 A patente faz parte do projeto de mestrado da egressa de Medicina Veterinária também do Cesmac, Mariana Mendonça Maia Cavalcante, que atualmente é mestranda do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biotecnologia em Saúde Humana e Animal (PPGBiotec), já qualificada na dissertação com defesa marcada para acontecer em janeiro de 2021. Os desenhos dos protocolos foram criados pela discente Ana Gabriela Almeida Luna Vieira, que está no quarto período do curso na Instituição.

O processo teve ainda o importante apoio do professor da Medicina Veterinária, João Geraldo, coordenador do Núcleo de Inovação e Tecnologia (NIT), órgão responsável por gerir a política de propriedade intelectual e inovação tecnológica adotada pelo Cesmac, e contribuir para o desenvolvimento cultural, tecnológico e social de Alagoas e do País.
Acesse o link  Patente Medicina Veterinária e PPGBiotec Cesmac e confira o Documento da Patente na íntegra.