TEXTO

TEXTO

+ -

Olá, seja bem vindo!

Esqueceu a senha? Clique aqui.

Baixe o nosso app:

  • Google Play
  • AppStore

CESMAC recebe reunião do Comitê de Organização da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2019

O tema desta edição é "Bioeconomia: diversidade e riqueza para o desenvolvimento sustentável".

05/07/2019 às 13h37

O Centro Universitário CESMAC sediou, ontem, 04, a terceira reunião do Comitê de Organização da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia – SNCT 2019, que acontece entre os dias 21 e 27 de outubro. O tema desta edição é "Bioeconomia: diversidade e riqueza para o desenvolvimento sustentável".
O evento acontece em todo o país, sendo uma realização do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). O objetivo das reuniões é definir a programação geral do encontro em Alagoas, e de cada instituição envolvida no processo. Além disso, também ficou definido que o local da abertura será no CESMAC. A reunião foi comandada pela equipe da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI) com os seguintes integrantes: Geysa Miranda - Assessora de Comunicação, Marcos Dionísio – Auxiliar Técnico de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Wilmar Rebello – Gerência de Incubadoras e Habitat e ainda Alberto Antunes – Gerente de Tecnologia da Informação.
A equipe se reuniu no Complexo de Inovação Pedagógica, onde ficam as chamadas salas invertidas, uma nova proposta de ensino com formato diferenciado. A ideia é realizar a abertura no auditório do Campus I e transmitir simultaneamente para o complexo. A reunião contou com a participação do Vice-Reitor do CESMAC Prof. Dr. Douglas Apratto Tenório, além de dirigentes, pró-reitorias, docentes e coordenações, envolvendo graduações, mestrados e doutorados da IES.
A semana conta com a participação de Instituições como: Fundação Universitária de Desenvolvimento de Extensão e Pesquisa (Fundepes); Instituto Federal de Alagoas (Ifal); Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa); Hemocentro de Alagoas (Hemoal); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal); Secretaria de Estado da Educação (SEDUC); Universidade Federal de Alagoas (Ufal); Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO) e Serviço Social da Indústria e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SESI/SENAI).

De acordo com o presidente da Fapeal, Prof. Dr. Fábio Guedes, “o evento é importante porque atrai crianças e jovens na participação de atividades e ações. Alagoas tem caminhado muito bem nesse sentido e na participação efetiva dessa semana, tanto que no ranking nacional temos nos posicionado entre os dez estados com mais ações na área de inovação e tecnologia. Um dos pontos principais é trazer para conhecimento público o que esses jovens vêm fazendo em projetos de desenvolvimento científico, inclusive com premiações e participações nacionais”, detalhou.
Segundo Walane Ivo, da Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa, “o órgão sempre integrou o comitê e nos últimos três anos a SECTI tomou a frente do Comitê, que está sendo muito interessante porque centralizamos na instituição vinculada a ciência e tecnologia do estado e várias instituições e órgãos do setor privado e público também participam dessa organização. O grande objetivo da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia é popularizar a ciência no país”, explicou.
Geysa Miranda, Assessora de Comunicação da SECTI, explicou o objetivo dos encontros. “As reuniões são feitas a cada mês e têm o objetivo de montar toda a programação do evento, com a participação de instituições de ensino, órgãos públicos, sociedade civil, entre outros. Esses momentos são importantes para definir como será a semana de atividades em cada detalhe, principalmente com a disponibilidade de ações para a sociedade. O CESMAC já é parceiro da semana e vem nos ajudando a alavancar os índices de popularização da ciência aqui no estado”.
O CESMAC é representado no Comitê Gestor do evento pelos professores João Geraldo, coordenador do Núcleo de Inovação e Tecnologia (NIT) e Fernando Wagner, coordenador de Pesquisa Institucional e  integrante da Coordenação Geral do Pós-Graduação (CGPG).
Para João Geraldo, “a Instituição vai integrar o evento com a participação efetiva das graduações e pós-graduações, englobando projetos importantes que já vêm sendo desenvolvidos e também com os núcleos, como é o caso de Robótica e Núcleo Acadêmico Afro e Indígena (NAFRI), além das várias iniciativas da Coordenação Geral do Extensão”. Ainda segundo o docente, a participação será efetiva em palestras, oficinas, entre outras ações, para que a comunidade externa também conheça o que vem sendo destaque na academia em termos de pesquisa, ciência, inovação e tecnologia.