TEXTO

TEXTO

+ -

Olá, seja bem vindo!

Esqueceu a senha? Clique aqui.

Baixe o nosso app:

  • Google Play
  • AppStore

Feira Cultural CESMAC na Rua promove “Abraço Amigo” no Campus I

Ação reuniu acadêmicos, docentes e colaboradores com o objetivo de reforçar a valorização da vida no Setembro Amarelo

06/09/2019 às 14h14

Um “Abraço em prol da Vida”. Foi dessa forma que o Centro Universitário CESMAC iniciou a manhã de hoje, 06, na programação da Feira Cultural da Instituição. Acadêmicos, coordenadores, professores e colaborares se uniram de mãos dadas para marcar o início da participação do CESMAC na campanha do chamado “Setembro Amarelo”, reforçando as ações de prevenção ao suicídio.
Todos juntos vestindo predominantemente amarelo, cor utilizada para chamar a atenção e que também é a marca da campanha, circularam o Campus I – Professor Elias Passos Tenório resultando em um movimento único e de apoio para um tema tão importante e necessário de ser destacado.

A coordenadora adjunta do curso de Medicina, Profa. Ivonilda Maia, também destacou a importância do movimento. “Foi um momento muito lindo de confraternização, compartilhando leveza, alegria e calor humano, em favor da campanha em prol da vida. O movimento abraço amigo, é uma representação do que podemos fazer pelo outro, dando força, compartilhando sentimentos de alegria, de companhia e desenvolvendo empatia e solidariedade. O abraço do Campus, representa o que podemos fazer juntos pela comunidade acadêmica e pela extensão à comunidade geral”, reforçou.

No período da tarde, a partir das 15h, acontece uma ação em frente à árvore que fica na entrada da Biblioteca Central da Instituição. O público vai poder contar com um espaço para reflexão, onde vão poder recolher mensagens motivações e de informações sobre a temática.
A iniciativa integra a programação da Feira Cultural CESMAC na Rua, com o Núcleo de Apoio Psicopedagógico - NAPC, juntamente aos outros núcleos e cursos, como o Núcleo de Apoio Pedagógico (Medicina), Psicologia e ainda os docentes de extensão e dos blocos de saúde mental.
De acordo com a Psicóloga Janaína Diniz, que também coordena o NAPC, “a ideia é promover um espaço em que as pessoas possam retirar uma mensagem, de sua escolha a depender do estado emocional do momento, e também deixar algo para outra pessoa”, detalhou.