Aguarde. Carregando informações.
CESMAC ONLINE

Para acessar a área do aluno, utilize sua matrícula e senha nos campos abaixo e clique em acessar.

Esqueceu a senha? Clique aqui.

Câncer de Boca é foco de qualificação para profissionais

Situação crítica: metade dos pacientes morrem em menos de dois anos do diagnóstico

Profissionais da Odontologia lotaram na manhã de hoje, 04, o auditório do Maceió Mar Hotel, na “Qualificação para Diagnóstico Precoce em Câncer de Boca”. A iniciativa é fruto de pesquisa desenvolvida no Programa de Pesquisa para o SUS (PPSUS) e direcionada para os Cirurgiões Dentistas da Rede Pública.
De acordo com a Profa. Dra. Sonia Ferreira, que coordena do Mestrado Profissional Pesquisa em Saúde do Centro Universitário CESMAC, “o que está acontecendo é fruto do trabalho com a pesquisa PPSUS anterior, voltada para o Prognóstico do Câncer de Boca em Orofaringe e teve como produto o Atlas, que está hospedado no site do CESMAC, mas que também foi feita a versão impressa”, explicou.
A doutora falou ainda sobre a realidade da doença no Estado de Alagoas. “A situação é terrível, pois metade dos pacientes morrem em menos de dois anos do diagnóstico. 80% são diagnosticados em estágio tardio e muitos têm um segundo tumor em, no máximo, cinco anos. Então, o prognóstico é muito ruim. Por isso, temos que intensificar ações e processo de qualificação dos profissionais”, alertou.
Segundo a coordenadora de Saúde Bucal do Estado de Alagoas, Lourdes Mota, “o diagnóstico precoce é o caminho para que possamos atuar de maneira efetiva no controle da doença. Essa é a razão do curso, da pesquisa e da qualificação, proporcionar exatamente um atendimento cada vez mais qualificado para que o paciente seja diagnosticado precocemente”, afirmou.
Para Andreia Barboza, gerente de Atenção às Doenças Crônicas da Secretaria Municipal de Saúde, “hoje, estamos atuando em Maceió, com cinco doenças preconizadas pelo Ministério da Saúde para que todos os governos possam dar uma maior atenção nesses casos, causando maior adoecimento na população, dentre elas o Câncer”. Andreia destaca ainda a importante parceria estabelecida com a academia, como é o caso do CESMAC. “Quando falamos em Câncer, qualificar profissional, entender o caminho do paciente, entre outras questões, o CESMAC é um forte aliado nesse processo”.
A qualificação também vai ser realizada amanhã, 05, em Arapiraca, no Hotel Pequeno Príncipe, também no horário de 8h às 12h.